segunda-feira, 6 de julho de 2015

Parceria entre Petrobras e Sipam Apressará Implantação de Políticas Públicas

19/12/2005

A parceria de cooperação técnico-científica entre a Petrobras e o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) vai permitir a difusão de informações que vão agilizar a implantação de políticas públicas essenciais para a região.

A informação consta de publicação distribuída pela Petrobras no último dia do 1º Congresso Internacional de Piatam (Potenciais Riscos Ambientais da Indústria do Petróleo e do Gás na Amazônia), realizado nesta semana. Intitulada Cadernos Petrobras: Amazônia, o caminho da energia no coração da floresta", a publicação traz balanços e conclusões de pesquisadores, técnicos e cientistas nos cinco anos de existência do Projeto Piatam.

O acordo Petrobras-Sipam tem como objetivo o desenvolvimento de estudos conjuntos para o intercâmbio do conhecimento. Segundo os coordenadores da publicação, coloca à disposição do Projeto Piatam, das Forças Armadas e de entidades ambientais e de pesquisa da região desde aeronaves de sensoriamento remoto dotadas de radares Sar – capazes de vencer as barreiras permanentes de nuvens que encobrem a região –, até infra-estrutura de telecomunicações para transmissão de dados com tecnologia de ponta.

As informações indicam, ainda, que 200 plataformas de coletas de dados vão calibrar os modelos computacionais de processos socioambientais. Além disto, os radares geradores de imagens do Sipam, de origem canadense e instalados em aeronaves da Embraer, permitirão um amplo monitoramento – desde a abertura de pequenas trilhas na mata e de áreas de queimadas até a movimentação de embarcações de pesca.

Com isso, qualquer atividade de desmatamento na rota do gasoduto Coari-Manaus poderá ser detectada a tempo de permitir a ação da Petrobras para evitar riscos humanos e ambientais, avaliou o geólogo Fernando Pellon de Miranda, coordenador pela Petrobras do Projeto Piatam.

Fonte: Radiobras

No Dakar, Site Irá Mostrar Brasileiros On-line no Deserto

21/12/2005

No site oficial da equipe brasileira no Rali do Dakar de 2006, que começa no primeiro dia do ano em Lisboa, um sistema de navegação via satélite irá permitir que os internautas acompanhem o desempenho dos pilotos nacionais na tradicional disputa.

Para isso, basta acessar o site www.parisdakar.com.br e ir ao ícone específico para a conexão. Depois, é só digitar o número do piloto escolhido e saber em qual quilômetro da Especial ele está. O sistema também irá mostrar o tipo de terreno que enfrenta no momento e a localização dos pontos de controle ao longo do trajeto.

Um jornalista estará acompanhando o caminho do time brasileiro para abastecer a web page com textos, fotos e vídeos, em uma atualização diária. Ainda no site, o internauta tem todas as informações sobre as 27 edições da competição e sobre a atual, com roteiros, fichas técnicas, currículo dos pilotos, etc.

O usuário poderá ainda mandar seus recados para os pilotos através de um "mural de recados", além de baixar papéis de paredes com imagens dos veículos do time nacional, em outras competições nacionais e internacionais.

(Fonte: UOL)

ESA Lança Primeiro Satélite Galileo no Próximo dia 26

21/12/2005

A ESA (Agência Espacial Européia) lançará o primeiro satélite do sistema de navegação Galileo em 26 de dezembro, às 4h19 de Brasília, que sairá da base de lançamento de Baikonur, no Cazaquistão.

Segundo a ESA informou hoje em seu site, "o sistema de navegação por satélite europeu começará a se tornar realidade um dia depois do Natal, com o lançamento do primeiro satélite de validação em órbita".

Um foguete Soyuz-Fregat será responsável por colocar em órbita operacional este primeiro satélite, que vai girar ao redor da Terra a uma distância de cerca de 23 mil quilômetros.

Galileo é o primeiro sistema de navegação por satélite para uso e com controle exclusivamente civil, e é formado por um conjunto de 30 satélites.

O sistema, que está avaliado em 3,3 bilhões de euros (US$ 3,96 bilhões), passou por graves dificuldades em sua fase de desenvolvimento devido às disputas internas de seus gerentes.

A navegação por satélite permite determinar em todas as partes do mundo --a partir de um ponto determinado-- a posição e velocidade do usuário, tanto se está imóvel como se está em movimento.

Para o uso civil, até agora foi utilizado o sistema americano GPS (Global Positioning System), controlado pelo Exército dos EUA, enquanto o russo Glonass é usado quase exclusivamente para fins militares.

A iniciativa européia a cargo de Galileo Joint Undertaking prevê iniciar este sistema civil, que estará em funcionamento em 2010 e facilitará melhorias em serviços de resgate e de ajuda em acidentes, por exemplo.

(Fonte: Folha de São Paulo)

França Aprova Braceletes com GPS para Criminosos Violentos Soltos

06/12/2005

PARIS – Autoridades francesas utilizarão braceletes equipados com GPS para rastrear movimentos de condenados por crimes violentos ou sexuais que acabam de ser soltos, de acordo com a legislação anticrime que foi recentemente aprovada, pelo parlamento.

A nova lei aumenta a penalidade máxima para estupradores em série de 15 para 20 anos, e faz com que aqueles que estão cumprindo pena ou são reincidentes esperem por mais tempo antes que de possam requerer iberdade condicional.

Os braceletes que rastreiam usuários por meio de satélite podem, sob a nova lei, ser usados para pessoas sentenciadas a sete anos de prisão ou mais, por crimes sexuais, assassinato, seqüestro e outras ofensas violentas. Os braceletes podem mostrar, por exemplo, se um pedófilo condenado passa por uma escola.

Os usuários devem concordar. Eles podem usar o bracelete por um período inicial de dois anos depois de serem soltos, renovável por cerca de quatro anos mais em alguns casos.

Oficiais franceses esperam que os braceletes coajam os criminosos libertos a não cometer crimes novamente – e, caso contrário, tornarão mais fácil encontrá-los.

Sob a nova lei, que foi apoiada pelo partido líder de direita, mas que sofreu oposição dos legisladores de esquerda, pessoas que já foram condenadas em outros países da União Européia, e cometem crimes novamente na França, serão julgados como reincidentes.

(Fonte: Associated Press)

Intergraph Lança o GeoMedia Business Analisys

17/05/2002


Por onde passam os compradores de determinada marca de carro? Essa pergunta angustia até hoje os profissionais de marketing das montadoras. Eles dispõem de poucas informações para determinar se é na Avenida Rebouças em direção ao Morumbi ou não. O mais certo é colocar out-doors nos acessos dos aeroportos, já que "os compradores devem passar por lá".

Da linha GeoMedia, a Sisgraph está lançando o GeoMedia Business Analisys, que fará com que os alvos publicitários sejam localizados com muita pesquisa e tecnologia. As operadoras de telecomunicações já estão instalando softwares geradores instantâneos de mapas digitais iguais aos que passeiam nos monitores dos caças bombardeios usados nas últimas guerras.

Assim, a Med Telecom (que expande seus serviços por toda a área mediterrânea) está usando os softwares para análises de marketing e para a disponibilização mais seletiva de serviços. A Med consegue saber onde está seu mais importante cliente e liberar serviços para a região ou transportar esse benefício, com um mínimo de esforço de gerência. No mesmo sentido, está a Sueca TESLA em fase de construção de seu banco de dados geocodificado.

Desenvolvido pela norte-americana Intergraph, esse software vai detalhar geograficamente não apenas por onde andam seus consumidores, mas todos os recursos disponíveis para atendê-los: a localização de suas revendas, antenas de transmissão ou pontos de assistência técnica. Cruzando informações de consumidores desse ou daquele produto, o software refaz traçados e delimita qual a forma mais barata de atender determinado cliente, ou onde uma operadora deve instalar uma antena de retransmissão garantindo a maior satisfação e fidelidade do cliente.

O lançamento do GeoMedia Business Analisys é simultâneo em vários países (Brasil, EUA, França e Espanha). O software permite análises e decisões em pouco tempo. Dessas análises, "que levam em consideração gráficos de densidade e linha, pode-se iniciar o geomarketing, que surpreende o consumidor e abate custos das empresas", sintetiza Fernando Schmiegelow, gerente de marketing da Sisgraph.

O segmento financeiro também já se movimenta em direção ao geomarketing, continua Fernando: "Algumas seguradoras internacionais já estão testando o software para determinar a concentração de sinistros que lesionam seus clientes", explica. O geomarketing pode analisar graficamente a ocorrência de sinistros por região geográfica. Alguns bancos, interessados nas mesmas características, irão realizar estudos para a abertura de novas agências também com base nos mapas dinâmicos. A Caja de Segovia, tradicional banco espanhol, já está usando o GeoMedia Business Analysis para realizar análises de marketing e, para tanto, já implantou características geográficas em todo o seu banco de dados”.

Além desses setores, as empresas de telecomunicações e indústria automobilística são as que que demonstraram mais interesse. "Mas as aplicações do geomarketing são muitas e variadas e não devem se restringir a esses segmentos. No futuro, creio que o maior usuário de sistemas de geomarketing será o segmento varejista", projeta Fernando Schmiegelow, ao informar que uma universidade – a norte-americana Business University of Elche – já está usando o produto para criar o primeiro curso de geomarketing.

As agências de desenvolvimento urbano também já aderiram. As três entidades responsáveis pelo planejamento e urbanismo, além da colocação de pontos de distribuição pública de eletricidade, água e gás de Barcelona usam o produto para as mais variadas funções. De modo geral, as Agências MECSA, ACEFHAT e a Agéncia Local d´Ecologia Urban têm o objetivo de coordenar e controlar a distribuição de serviços públicos pelas ruas de Barcelona, incluindo os serviços de telecomunicações.

Com o uso da linha GeoMedia, elas conseguem minimizar o impacto do desenvolvimento aos cidadãos, produzindo qualquer tipo de análise de comportamento, utilização da área pública e esgotamento de recursos. Ainda baseados na mesma tecnologia, as agências anunciaram que estão criando um site na Internet para prover todas as informações ao público de Barcelona. A versão inicial em www.acefhat.com.

O internauta pode localizar na página "Obres Anb Permis Vigent", ou, obras em andamento, com links para versões em espanhol e inglês, mapas com a localização de obras da prefeitura de Barcelona com as empresas responsáveis, objetivos e prazos, incluindo o impacto causado na cidade, a exemplo do trânsito. Outras agências similares na Europa já anunciaram o início de operações de suas análises georreferenciadas, como é o caso da Francesa AUAT, responsável pelo desenvolvimento sustentado da cidade de Toulousse.

A linha GeoMedia é vendida e utilizada em mais de 60 países e desenvolvida por uma comunidade de empresas e usuários. A versão de geomarketing contou com a colaboração de 74 integradores de sistemas no mundo. Ela aglutina o GIS às demais tecnologias corporativas, traduzindo os sistemas integrados de negócios em mapas dinâmicos com todas as informações geograficamente especializadas.

MMA Lança DVD sobre Macrozoneamento Ecológico-Econômico Brasil

19/12/2005

Pesquisadores e gestores brasileiros têm agora uma nova ferramenta de planejamento. Na última sexta-feira (16), a Secretaria de Desenvolvimento Sustentável do Ministério do Meio Ambiente lançou o DVD "Sistematização de Informações para o Macrozoneamento Ecológico-Econômico Brasil (MacroZEE Brasil)". O produto é um grande banco de dados que reúne, em uma mesma base cartográfica, informações das áreas ambiental, social e econômica, fornecidas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O coordenador do Programa de Zoneamento Ecológico-Econômico do MMA, Marcos Del Prette, explica que o DVD possui 420 temas, apresentados na escala 1: 5 000 000 e que podem ser cruzados entre si. "É possível sobrepor os mapas de relevo com os de produção agrícola, ou os de saneamento básico com biomas", exemplifica. Os mapas são acompanhados de notas técnicas, textos, tabelas, gráficos, fotografias e até vídeos.

A idéia é que esse produto possa auxiliar na construção de cenários e tendências e na tomada de decisão por parte dos gestores. "Principalmente nas questões que alteram o uso do território em escala nacional, como ampliação da infra-estrutura física, expansão da produção agropecuária e a gestão das áreas de fronteira", acrescenta Del Prette.

Ele afirma que embora o Brasil já conte com uma ampla base de dados sobre o território nacional, grande parte da informação existente encontra-se dispersa, fragmentada e sem compatibilização cartográfica. O DVD será utilizado por órgãos de planejamento nacional, estaduais e municipais, agências de fomento e investimento, agências de desenvolvimento regional, órgãos de controle e fiscalização e instituições de pesquisa e de desenvolvimento tecnológico.

O lançamento faz parte de uma série de seis produtos que foram apresentados ao público na sexta-feira. As outras iniciativas são: Mapa Integrado dos Zoneamentos Estaduais da Amazônia Legal, mapa e CD do MacroZEE da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco, mapa e CD da Análise e Ocupação dos Cerrados do sul do Piauí e Maranhão e ainda folder, cartilha explicativa e sumário executivo do ZEE da região Integrada de Desenvolvimento do Distrito Federal e Entorno.

Fonte: MMA

Fabricante de Alumínio Usa GPS para Localizar Cargas

16/05/2002


Neste mês, a Alcoa Alumínio SA, coloca em operação o seu novo portal corporativo (www.myalcoa.com.br) para clientes, fornecedores, parceiros e funcionários. Ele foi desenvolvido sobre o Oracle9i Application Server, num trabalho que demandou quatro meses para o desenvolvimento, além do processo de integração com as operações da empresa.

Segundo Aristóteles Machado, gerente de Sistemas de Informação da Alcoa, a migração de todas as comunidades (cerca de cinco mil usuários) para o portal corporativo deve ocorrer nos próximos 60 dias. O portal, personalizado para cada comunidade, com acesso via senha, inclui incrementos para o atendimento ao cliente, que passa a ser 24 horas por dia. O grupo de clientes e parceiros, que soma mil empresas, também contará com facilidades como a consolidação de carteiras de pedidos e a localização dos caminhões que transportam as encomendas via GPS (Global Positioning System). A impressão dos boletos bancários, via web, também é uma das novidades do portal.

Para a comunidade de fornecedores, o portal corporativo oferece serviços de cotação on-line de compras e prazos. Já os funcionários contarão com ferramentas que facilitam o acesso à informações fora da empresa, incluindo ferramentas do sistema de gestão, e-mails, e sistema de suporte à força de vendas, remotamente. As novas funcionalidades agora com uma apresentação única, via portal, envolveram a aquisição de servidores HP, bem como a ampliação do link de acesso à empresa para 4 Mbps, a cargo de um novo fornecedor.

Empresa - A Alcoa é líder na produção e na tecnologia de alumínio, emprega mais de 129 mil pessoas distribuídas em 300 unidades operacionais e escritórios comerciais em 38 países. Em 2001 seu faturamento mundial foi de US$ 23 bilhões. A Alcoa fabrica alumínio primário, alumina, extrudados, chapas e folhas, pó de alumínio, produtos químicos industriais, tampas plásticas, garrafas PET, entre outros, atuando em vários segmentos e contribuindo para tornar a vida moderna cada dia mais simples.